Governador Aécio Neves em Manhuaçu

537
prefeito_sergio_breder_1
Governador Aécio Neves na Prefeitura de Manhuaçu

Entrevista do governador Aécio Neves
Local: Manhuaçu – MG – 08/01/09

Jornal das Montanhas – O que o governo poderia fazer para facilitar o pagamento de contas de luz e de água?
Governador Aécio Neves – O prazo será estendido por 60 dias. Além disso, estou solicitando aos prefeitos de todas as cidades atingidos que, ainda no mês de janeiro, façam os relatórios dos danos das suas cidades e enviem ao Governo do Estado para que nós possamos fazer convênios que possibilitem rapidamente a recuperação de vias, pontes, enfim, das áreas afetadas. E a prioridade será dada aos municípios que estejam com as suas coordenadorias de Defesa Civil funcionando. É um apelo que eu tenho feito a todos os municípios mineiros. O período de chuvas ainda não terminou e é fundamental que as coordenadorias municipais estejam funcionando. Elas têm uma ação preventiva extremamente importante e uma ação de socorro e de atendimento às vítimas. Portanto, o Estado estará presente e, se necessário, vamos solicitar ajuda ao governo federal. Ainda não é necessário. Já determinei à Secretaria de Obras do Estado que reserve recursos da ordem de R$ 30 milhões para um primeiro socorro aos municípios atingidos. E hoje em Manhuaçu, quero aqui in loco, ver aqui os estragos para que as providências sejam tomadas o mais rapidamente possível.

JM – Ontem o Sr. Abordou os problemas das coordenadorias de Defesa Civil, sabemos que é de fundamental importância. Agora é hora de pensar em criar isso também em outras cidades?
Governador Aécio Neves – É fundamental que todas as cidades do Estado, as 853 cidades tenham as suas coordenadorias. Para isso, estamos inclusive disponibilizando técnicos da coordenadoria estadual para fazer na capital o treinamento dos funcionários municipais. Hoje, em Minas Gerais, cerca de 600 municípios têm formalmente as suas coordenadorias criadas, mas na verdade, menos de 150 em funcionamento. A daqui de Manhuaçu funciona, e funciona bem. Portanto, é fundamental e tenho dito que a prioridade de transferência de recursos será dada aos municípios que tenham as suas coordenadorias em funcionamento. Portanto, quero aqui reiterar: toda a população, pessoas jurídicas e pessoas físicas, terão um prazo de pelo menos 60 dias, se for necessário vamos estender ainda mais, para o pagamento das contas de água e de luz, e já está aberta no BDMG, uma linha de crédito de até R$ 50 milhões para as pequenas e médias empresas para que possam rapidamente retomar os seus negócios.
Além disso, já temos recursos à disposição da Secretaria de Transportes e Obras para que possamos fazer convênios, ainda no mês de janeiro, para que a recuperação de vias, de pontes e outros danos possam ser feitos o mais rapidamente possível para que todos nós possamos retomar a nossa vida com normalidade.
E fica um alerta: o período de chuvas ainda não terminou e é absolutamente fundamental que as coordenadorias municipais funcionem para que se ter uma ação preventiva e, certamente, inibidora de danos maiores.

JM – Não só as cidades, mas as estradas também sofreram com isso. Alguma intervenção junto ao DNIT e aos órgãos responsáveis para tentar sanar esse problema já que o fluxo agora é grande?
Governador Aécio Neves – É verdade. Nós estamos tendo, inclusive em relação às rodovias federais, problemas muito graves. Nas rodovias estaduais, problemas que nós tínhamos de interrupção já estão sanados. O DER-MG continua trabalhando nessas rodovias, mas eu volto a dizer que era muito importante que nós tentássemos de forma estrutural a questão das rodovias brasileiras. Rodovias devem ser de responsabilidade de Estado e não de União. Obviamente, com a transferência dos recursos necessários para que elas possam ser atendidas. Nós temos uma proposta formalizada já ao presidente da República para que os recursos da Cide sejam transferidos aos Estados brasileiros proporcionalmente à participação da malha federal em cada um desses estados e, certamente, os estados têm muito mais agilidade para definir prioridades, para fazer concessões quando for o caso, parcerias público-privadas se for a melhor alternativa e, até mesmo, para diretamente cuidar da conservação dessas malhas.
Minas é um exemplo hoje. As rodovias estaduais estão hoje, a grande parte dela, para não dizer a totalidade, em estado de regular para bom. Portanto, é um bom exemplo para que o governo federal possa seguir é o que acredito. Desejo também informar que todas as cidades mineiras terão ligação asfalticas até o final de meu governo.

1 COMENTÁRIO

  1. Olá estou sempre dando uma olhadinha nos trabalhos de vocês, mas devo lhe dizer que não são só as rodovias que devem ser olhadas, as pessoas estão perdendo tudo com as enchentes. Tem os rios para fazer limpeza. Dá desespero ver famílias desabrigadas com uma coisa que a prefeitura tem por obrigação limpar as bocas de lobos fazer limpeza dos rios, tudo isso ajuda a prevenir enchentes.
    Desculpe mas não dá só para elogiar, as criticas fazem parte e ajuda bastante.

    Um abraço
    Filomena Pereira Fonseca Dos Anjos SP.

    Olá Filomena,

    É um prazer tê-la como leitora de nosso jornal, este é mesmo o papel que todos os brasileiros deveriam desempenhar, a participação dos leitores é muito importante, não podemos ficar com os braços cruzados se cada um fizesse sua parte nosso país estaria bem melhor, escrever para os jornais, entrar nas páginas comentar e a imprensa responsável leva as reclamações do povo ao conhecimento público. E sabemos que os políticos temem a opinião pública e principalmente vinda do povo. Infelizmente não somos muito dados ao hábito da leitura e isso tem sido um entrave na cultura brasileira.

    Muito obrigado e continue escrevendo vamos ajudar o país dando nossas opiniões.

    Da redação do Jornal das Montanhas Online,

    Devair

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui