Governador Valadares, queda de 11,54% da criminalidade

22

Por Devair G. Oliveira
Os números do 10º Boletim de Informações Criminais, divulgado nesta quarta-feira (24/09), pelo Núcleo de Estudos em Segurança Pública da Fundação João Pinheiro (Nesp/FJP), são os menores de Minas Gerais, desde 2003, se considerados os segundos trimestres de cada ano. Em todo o Estado, a criminalidade violenta caiu 21,35% no 2º trimestre de 2008 em comparação com o mesmo período do ano passado. No caso de homicídios, a redução foi de 17,63% e no número de roubos e assalto a mão armada a redução em todo o Estado foi de 21,18%.

O estudo da FJP tem como base dados do Sistema de Defesa Social do Estado de Minas Gerais. Segundo o pesquisador responsável pela análise, Eduardo Batitucci, os números do segundo trimestre deste ano confirmam uma tendência de queda da criminalidade que já estava sendo verificada há cinco anos. “Agora, o que podemos destacar nesta redução sistemática é que temos quedas significativas na incidência dos crimes violentos”, ressaltou.

No caso de Governador Valadares, dados do Boletim da Fundação João Pinheiro apontam queda de 11,54% da criminalidade violenta na cidade, na comparação entre o segundo trimestre deste ano com o mesmo período de 2007. O número de homicídios também caiu – 7,4%, assim como o de roubos, que teve queda de 8,21%.

Para o secretário de Estado de Defesa Social, Maurício Campos Júnior, estes  números já são um reflexo da atuação mais vigorosa do sistema de segurança pública no município, e tendem a melhorar. “Por meio de investimentos na segurança, como viaturas e aumento do efetivo policial, conseguimos derrubar o mito de que, nesta região, a criminalidade violenta, com destaque para os homicídios, era algo fora do controle. Tenho certeza de que Governador Valadares ficará ainda melhor”, afirma.

O Governo do Estado entregou, em junho de 2008, 50 novas viaturas e três tático-móveis para o efetivo das unidades de Polícia Militar da cidade de Governador Valadares. Com este reforço, a frota passou a contar com 70 viaturas para policiamento ostensivo e preventivo, auxiliando, de forma efetiva, o trabalho de combate à criminalidade no município.

A sede da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) do município, que teve investimento do Estado de R$ 7,9 milhões na sua construção, nasceu da necessidade de obter maior efetividade das ações operacionais numa mesma área de responsabilidade territorial. O trabalho conjunto de policiais civis e militares tem garantido maior potencialidade nas ações e obtenção de bons resultados.

No campo da prevenção, o núcleo local, implantado em dezembro de 2005 com investimento da Seds de R$ 362,9 mil, realiza atendimentos dentro dos programas Central de Penas Alternativas, Reintegração Social do Egresso do Sistema Prisional, Mediação de Conflitos e Fica Vivo. Tais programas tem reduzido consideravelmente os índices de criminalidade no município, conforme atesta o relatório da FJP.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui