Marina entra no jogo e desfaz a bipolaridade

206
Brasilia - A senadora Marina Silva anunciou sua desfiliação do PT e a possibilidade de pedir o ingresso no Partido Verde Foto: Antonio Cruz/ABr
Brasilia - A senadora Marina Silva anunciou sua desfiliação do PT e a possibilidade de pedir o ingresso no Partido Verde Foto: Antonio Cruz/ABr

Por Devair G. Oliveira da redação do JM Online. 

Confirmada nesta quarta-feira, a saída da senadora acreana Marina Silva do PT balança o cenário político previsto para as eleições de 2010. A provável filiação da ex-petista ao PV para entrar na corrida presidencial do próximo ano complica a situação do PT, os brasileiros estão locos para fazer uma limpeza geral nos políticos brasileiros, o povo está muito mais atento que antes. O PT perdeu milhares de militantes de peso, primeiro foi à senadora Heloisa Helena e muitos outros nomes.
Agora muda completamente o cenário eleitoral para 2010, e vai restar ao PT lamentar pelas lambanças que fizeram, acredito que a gota d’água foi o apoio do PT ao Presidente do Senado o povo merecia saber o que aconteceu no Senado todos estes anos com a farra com o dinheiro do povo, essa saída da Senadora foi uma pancada seca na cabeça do Partido dos Trabalhadores que dia-a-dia fica mais parecido com os partidos que eles sempre criticaram.
Agora pode se dar uma leva de petistas históricos deixando também o partido, muitos nomes de grande expressão já se fala em ser vice de Marina ou até mesmo apoiar e agora mais uma mulher para enfraquecer ainda mais a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, apadrinhada pelo presidente Lula.
De qualquer forma o grande prejudicado será o PT, o PV em muitos estados apóia o PSDB, fala-se até numa possível aliança do PV com o PSDB, coisa que só o tempo dirá, vai depender muito dos apoios de nomes e partidos a candidatura de Marina, pois o PV não tem estrutura para uma campanha a nível Brasil de uma candidatura e numa aliança com o PSDB seria o fim do sonho do Presidente Lula em fazer seu sucessor.
Se o PV fizer uma boa aliança adeus PT e PSDB. Parece que os eleitores estavam esperando coisa dessa natureza, começa a desenhar uma desfiguração da bipolarização da eleição presidencial e é bom lembrar que Marina é de origem pobre, mas assim que entrou na vida pública estudou terminou o 2º grau e também a faculdade de história na Universidade Federal do Acre. Além disso, Marina é bem conhecida e prestigiada fora do Brasil, seu carisma é muito superior ao da Dilma pré-candidata que não evoluiu e nem tem o apoio total do PT. Seria uma lição para o Lula ter que passar a faixa de presidente para uma mulher de origem pobre como ele, mas que faria um governo totalmente diferente dele.
Marina ficou na sigla por 30 anos, e numa eventual campanha ela vai apontar sua metralhadora de críticas para a Dilma. As duas tiveram um enfrentamento pesado na época em que a senadora esteve à frente do Ministério do Meio Ambiente. Enquanto Dilma defende obras de empreendimento, como hidrelétricas e rodovias, Marina preza pelo meio ambiente. Como Lula deu apoio para a ministra da Casa Civil, Marina acabou enfraquecida no embate. Isso gerou mágoa e foi um dos motivos da saída dela do Ministério do Meio Ambiente, e agora do partido.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui