O prefeito de Barra do Piraí, Mario Esteves (PROS), defendeu a “castração” das mulheres

218

Declaração ocorreu na última quinta-feira (14)

O prefeito de Barra do Piraí, Mario Esteves (PROS), defendeu a “castração” das mulheres como forma de controlar a natalidade do município. Além disso, Esteves ainda defendeu a criação de um projeto para controlar o nascimento de crianças.

Durante a inauguração de uma estrada no município, Mario Esteves declarou que haviam muitas crianças na cidade e que as famílias deveriam ter no máximo dois filhos.

“O que não falta em Barra do Piraí é criança… Tem que começar a castrar essas meninas, controlar essa população, é muito filho, cara, cadê o Dione [secretário de Saúde]? É no máximo dois, fazer uma lei lá na câmara, porque haja creche para ser construída ao longo dos próximos anos. Isso tinha que ser um projeto federal, estadual, municipal, porque precisa, sim, desse controle. É muita responsabilidade colocar filho no mundo”, declarou o prefeito.

O vídeo havia sido postado nas redes sociais da prefeitura, mas foi apagado após a repercussão negativa da fala.

Neste sábado (16), o prefeito de Barra do Piraí foi até as redes sociais e declarou que não teve a intenção de ofender as mulheres e que se equivocou ao usar o termo “castração” no lugar de “laqueadura”. “Infelizmente, hoje, qualquer palavra mal colocada pode se transformar em barbárie nas mãos de pessoas mal-intencionadas”, declarou.

Em nota, a prefeitura afirmou que Mario Esteves entende a laqueadura como uma aliada do planejamento familiar e que a declaração ocorreu durante um momento de descontração durante a inauguração da rodovia.

“O prefeito de Barra do Piraí, Mario Esteves, entende que a laqueadura seja um dos procedimentos para o incremento do planejamento familiar, assim como a vasectomia. Jamais teve a intenção de promover qualquer tipo de prática danosa ou preconceituosa às mulheres.

Prova disso, são os investimentos que a prefeitura tem aplicado no Hospital Maria de Nazaré — a Pérola do Vale — e nos programas Saúde da Mulher e Saúde do Homem, onde o planejamento familiar é discutido. Foi um momento de descontração na inauguração de uma importante via de escoamento de produção e de desenvolvimento na cidade, tema central do evento e que é o principal destaque. Qualquer ilação com esse assunto mostra desconhecimento político, uma vez que castrar é esterilizar. A utilização da linguagem vai muito mais para quem quer difundir a confusão na mente do outro, quando deveria explicar. ”
Fonte: canal Jacaré de Tanga

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui