Prefeito eleito de Jundiaí vai administrar município com PIB de R$ 16 bilhões

135

 Pedro Bigardi (PCdoB) e Luiz Fernando Machado (PSDB) disputam neste domingo (28) a prefeitura de Jundiaí, cidade paulista que tem o Produto Interno Bruto (PIB) municipal per capita (R$ 47.396) maior que o das demais capitais do país, com exceção de Brasília (DF) e Vitória (ES). No primeiro turno, Bigardi obteve 49,98% dos votos válidos e Machado, 42,95%.

Pedro Bigardi é engenheiro civil. Funcionário público concursado por mais de 20 anos. Ingressou na carreira política ao trabalhar na Fundação Municipal de Ação Social (Fumas) em Jundiaí. Posteriormente, foi eleito deputado estadual em 2010.

Luiz Fernando Machado é advogado. Iniciou na política ao assumir o Conselho Municipal de Juventude de Jundiaí. Em 2004, foi eleito vereador e, em 2006, tornou-se presidente da Câmara dos Vereadores. Elegeu-se deputado federal em 2010.

O eleito administrará um município com Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 16,6 bilhões, sendo R$ 9 bilhões do setor de serviços e comércio e R$ 5,2 bilhões do setor industrial. Os dados são do levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2009.

Jundiaí tem 374.962 habitantes (256.513 eleitores) e é um dos dez municípios que integram o circuito das frutas no interior paulista, o que estimula o turismo rural. O comércio da cidade é desenvolvido em quase todos os ramos.

Na área de transportes, todas as ferrovias do estado de São Paulo passam, começam ou terminam em Jundiaí, ligando a cidade diretamente ao Porto de Santos, que fica a 110 quilômetros.

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de Jundiaí é 0,85, em uma escala de 0 a 1, o que é considerado elevado.

Agencia Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui