Quando as redes de TVs irão mostrar as verdades brasileiras e a corrupção dos governadores

121

Por Devair G. Oliveira
Estados Unidos, sendo a maior potencia bélica e a maior democracia do mundo, fizeram mentira virar verdade, trabalharam para a justiça cruzar os braços, imagina então aqui no Brasil, se o povo não acordar e não ficar vigilante, podemos nos arrepender muito depois, como estão arrependidos os povos da Venezuela e da Argentina, que viram a jogada dos políticos de esquerda e não tomaram providencias, o povo deve prestar atenção nos fatos se guiar mais pela internet que as redes de TVs.

Não se deixar levar pelas mentiras dos meios de comunicação, a Globo com a chegada da pandemia mudou totalmente sua maneira de mostrar as imagens do país, antes nos governos Lula e Dilma ela era tão cuidadosa, ao ponto de esquecer de mostrar a corrupção do país, hoje em todos os telejornais a rede faz questão de mostrar pessoas morrendo, enterros e cemitérios todos os dias, ao ponto dos médicos estar recomendando para as pessoas desligar a televisão e procurar outras atividades.

As campanhas de muitas lideranças políticos são as mais vexatórias e inconsequentes, para colocar o caos no país. Pode uma ministra do STF reunir políticos em sua residência para tratar de assuntos políticos?

Uma grande associação de Belo Horizonte apoia o fechamento do comercio, ligando os fatos você encontra uma interligação de vários políticos tramando um jogo sujo contra a democracia brasileira e contra o presidente.

Todo este desdobramento somado levou hoje o dólar operar sob forte pressão de alta nesta sexta-feira e intensificou os ganhos na parte da tarde, puxado pelo ambiente arisco no exterior, mas também pela intensificação de temores sobre os rumos da pandemia no Brasil e suas possíveis implicações políticas, é o que deseja esse grupo citado.

Essa turbulência, já começa afetar a economia, hoje o dólar à vista saltou 1,76%, a 5,3036 reais na venda. Com isso, reduziu a 2,09% a queda acumulada na semana, que não anulou a disparada de 4,34% da primeira semana de janeiro –a qual marcou o pior começo de ano para o real desde pelo menos 2003.

Analistas de mercado comentaram que o componente político voltou a mexer com os preços, com a escalada do embate público entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) e novas declarações do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), alimentando debates sobre a possibilidade de a Câmara retomar atividades antes do fim do recesso.

“Isso fortaleceria Maia e poderia trazer de volta discussões sobre mais auxílio emergencial”, disse Luiz Eduardo Portella, sócio-fundador da Novus Capital. “A gente precisava ter a aprovação da vacina pela Anvisa neste fim de semana para podermos começar a próxima semana com temperatura mais baixa”, completou.

O comportamento do presidente Bolsonaro no combate à pandemia de Covid-19 talvez fosse considerado genocídio em um outro país, disse Doria nesta sexta-feira. Em entrevista posterior, Bolsonaro rebateu o governador paulista e citou Rodrigo Maia, que em entrevista na sequência falou em “um certo descaso” com a questão das vacinas no entorno do presidente da República.

É interessante que a mídia não cita o quanto governadores como Dória o quanto prejudicou as empresas e o povo em geral com os aumentos de impostos, o desvio de dinheiro do covid 19 em todo o Brasil foi farra de muitos políticos. Onde isso vai parar não sabemos, mas alguma coisa tem que ser feito para barrar os maus políticos e essa justiça inconsequente.

A internet está cheia de denúncias do governador do Amazonas e o colapso do sistema público de saúde de Manaus (AM), querem jogar nas costas do presidente Bolsonaro, porque a justiça não apura as responsabilidades dos governadores e prefeitos, uma pergunta quantos milhões foram desviado no Amazonas?

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui