SENAR visita lideranças em Lajinha

354


Representantes do SENAR MINAS, Emater (Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural), CREDICAF, COOCAFÉ, Prefeitura Municipal e Sindicato Rural – estiveram reunidos em um almoço de negócios para traçar estratégias de desenvolvimento para o setor rural do município de lajinha.A idéia é fomentar as atividades rurais da cidade a fim de oferecer mais alternativas para os produtores, principalmente nas áreas de cafeicultura. “Com a parceria, o SENAR quer levar mais alternativas para o produtor rural de Lajinha, desde o pequeno até o grande. O município conta com muitas lavouras de café, mas também tem potencial de água e clima favorável para outras atividades”, O presidente do Sindicato Rural de Lajinha Senhor Jéferson avaliou que o SENAR é um dos principais colaboradores para o produtor rural da cidade, em relação à capacitação de mão-de-obra específica para o campo.
“Muitas pessoas são amadoras e o SENAR capacita-os com cursos e treinamentos. Queremos começar a trabalhar já para intensificar em 2009”, adiantou.
Jornal das Montanhas – Qual é o Objetivo dessa visita?
Antônio do Carmo Neves – Superintendente do SENAR/MG. – Essa visita que nós fazemos aqui, é em função de um convite que recebemos do presidente do sindicato o Senhor Jéferson, para que pudesse-mos estar conhecendo o município, conhecendo a cooperativa, conhecendo as lideranças agropecuárias do município de Lajinha, para visualizar uma possibilidade de um trabalho conjunto SENAR, Cooperativa, Sindicato, Prefeitura o SICOOB e tantas outras instituições e outras pessoas mais que poderiam estar envolvidas em prol de uma melhoria do trabalho no desenvolvimento de Lajinha e nós estamos então em negociação, de alguns projetos piloto na área de formação profissional por competência, na área de trabalho mais estruturado,em função das necessidades e das demandas do produtores rurais e trabalhadores rurais do município.
JM – Lajinha conta com duas ótimas cooperativas. Isso pode ser um fator benéfico para esses projetos?
Antônio do Carmo Neves– Lajinha tem tudo que pode ser benéfico para o projeto, tem uma articulação muito forte, na cooperativa, de créditos, da Coocafé, do Sindicato dos produtores rurais, da Prefeitura, isso aí faz com que o município onde você tenha as lideranças unidas em termos de um propósito só facilita as possibilidades de sucesso das entidades que buscam atuar em parceria. Então com certeza nós temos a expectativa de um trabalho muito produtivo que é feito com as entidades aqui em Lajinha que já atuam com eficiência muito grande.
JM – Há uma região onde o SENAR atua mais efetivamente em MG.?
Antônio do Carmo Neves – Nós não diríamos assim em termos de regiões onde nós atuamos mais efetivamente não. A atuação do SENAR está muito em função da demanda que as entidades representativas da classe produtora rural demandam e ofertam parceria com o SENAR. Então nós temos na zona da mata atuação do SENAR muito interessante e em vários municípios e menos interessantes em outras, da mesma forma com relação ao Triângulo Mineiro, com relação ao Norte de Minas, ao Vale do Rio Doce e Mucuri, então ela está muito em função da demanda, nós atuamos por demanda, onde se tem entidades representativa da classe, e um trabalho que busca a realização daquilo que a classe precisa o SENAR sendo chamado está junto.
JM – Nessa visita de vocês há um interesse do pessoal de Lajinha em fazer um projeto específico para a cidade?
Sr. Jésus Coordenador de Formação Rural em Minas Gerais: – Nós estamos buscando cada vez mais a capacitação em todas as formas, trabalhamos primeiro com o pequeno produtor e crescendo também nas grandes cadeias produtivas e essa vinda aqui é exatamente para isso, para estar buscando uma parceria maior para trabalhar em um nível maior gerencial da gestão do agro negócio do café. Há possibilidade desse projeto vir aqui para Lajinha, o plano piloto que estão pretendendo trazer, deu para notar um interesse muito grande das entidades envolvidas e quando as pessoas querem a situação fica muito mais fácil.
reportagem: Devair Guimarães de Oliveira

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui