União Brasil pode antecipar eleição e afastar Bivar

153

O papo é reto e certo, dizem que Bivar não está falando a mesma língua dos deputados do União Brasil e a maioria dos políticos da Câmara já começam a pensar e apostar na saída de Bivar (PE) da presidência do partido. Tudo em razão de sua atitude “autocrática”, dizem críticos, como por exemplo suas tentativas de destituir dirigentes estaduais. Estão trabalhando com a ideia de reunir o diretório nacional para antecipar as eleições no partido. O faturamento do União é altíssimo: já recebeu do Fundo Partidário, dinheiro obrigatório extraído do bolso do povo, só este ano, mais de R$71,5 milhões para sua manutenção.

Para complicar tudo isso, Bivar ignora a origem de tudo e diz que o estatuto do União não dá espaço para “infringências legais”. O movimento cuja origem Bivar ignora começou na bancada federal, mas já chegou em outras instâncias do partido. Será que a democracia acabou também no partido, pois o presidente descarta a antecipação das eleições: “Qualquer filiado pode exigir o cumprimento do calendário, estatutário e homologado pelo TSE”.

O PSL ficou com 51% das “ações” do União, mas Bivar não estaria cumprindo o acordo de submeter as decisões aos 49% do antigo DEM.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui