Dicas que todo médico iniciante gostaria de saber

57

A Medicina é uma das profissões mais almejadas por várias pessoas, seja por conta do salário, de alguma tradição familiar ou apenas pelo prazer em poder ajudar outras pessoas. Independentemente do motivo, a Medicina é uma bela profissão que precisa de profissionais tão belos quanto ela. 

Por mais que as pessoas falam apenas sobre as maravilhas da profissão, ou sobre as dificuldades, todo médico iniciante precisa saber um pouco mais sobre a profissão no início da carreira. 

Então, se você pretende seguir a carreira de médico, continue lendo este artigo e confira algumas dicas que todos os médicos iniciantes precisam conhecer!

Tratar bem todos os pacientes é essencial

A primeira coisa que nem todas as pessoas fazem questão de falar, é a respeito do tratamento para com os pacientes e, consequentemente, para com a família de cada um deles.

Costumeiramente, vemos alguns médicos com aquele ar de superioridade, por se julgarem melhores do que os pacientes e suas famílias. Mas essa é uma atitude inumana e que não deve ser propagada. 

Tratar os pacientes bem não é apenas uma questão de ética e respeito, mas sim de reciprocidade, resiliência e empatia. Afinal, poderia ser alguém da sua família ali, ou algum amigo íntimo e, nesse caso, é claro que desejaríamos o melhor tratamento para as pessoas que amamos. 

Portanto, um médico deve sempre se colocar no lugar do próximo e tratar cada paciente e familiar da mesma maneira que gostaria de ser tratado, assim como as pessoas importantes da sua vida fossem tratadas. Jamais deixe a sua humildade de lado, demonstre sempre preocupação e empatia pelas pessoas. 

Tenha certeza da especialidade que quer seguir

Algumas pessoas falam que você tem tempo para decidir qual especialidade quer seguir, e que você pode trocar quando quiser ou, até mesmo, para você seguir aquela que paga melhor. Acredite, pensar dessa forma não é o ideal. Na verdade, o ideal é que você escolha a especialidade que mais gosta, aquela que se identifica mais, e se jogue de cabeça. 

Ser médico não é apenas “mais uma profissão”, não é apenas “uma forma de ganhar dinheiro”. Ser médico é cuidar de vidas, é dar esperança aos pacientes e à família deles. Portanto, tenha certeza absoluta da especialidade que você quer seguir antes de iniciar sua residência. 

Isso facilitará a sua trajetória e também o deixará muito mais feliz com a profissão que escolheu. Seja cardiologia, psiquiatria, neurologia ou qualquer outra, escolha a que mais agrada você e siga seu objetivo até o final. 

Valorize um prontuário bem feito

Nem todos os médicos comentam ou dão a devida importância aos prontuários de seus pacientes, mas a verdade é que ter os prontuários atualizados, bem feitos e que descrevam todos os detalhes sobre os procedimentos e pacientes de forma minuciosa, é muito importante durante toda a carreira de um médico. 

Mas atenção, um prontuário médico bem feito não significa um prontuário cheio de informações, mas sim um prontuário com informações bem registradas, de modo que seja possível compreender cada mínimo procedimento que foi realizado com determinado paciente. 

Um prontuário bem feito permite que um médico passe o plantão para o outro de maneira muito mais simples e eficaz, mas também evita que o médico seja acusado injustamente por coisas que não fez. Afinal, o que mais vemos por aí são médicos sofrendo processos judiciais. E acredite, um prontuário bem descrito já livrou vários médicos de muitos problemas. 

Para ajudá-lo a elaborar bons prontuários, o TDSA Sistema para Clínicas é uma boa opção pois trata-se de um software para médicos que automatiza e otimiza vários processos, facilitando a gestão de tudo que é realizado durante o dia trabalhado.

Não deixe sua saúde mental de lado 

Por último, mas não menos importante, o início da carreira de um médico pode ser mais difícil do que parece. Lidar com os pacientes, com os familiares e com outros colaboradores, pode ser um pouco demais para um médico iniciante, principalmente quando se é um cirurgião, onde muitas vezes é preciso dar a notícia de um óbito para a família, no caso da perda de um paciente. 

Para evitar que haja muito estresse, e que problemas psicológicos apareçam por conta de todas essas situações, não deixe de fazer sessões de terapia e cuidar da sua saúde mental. 

Você pode até pensar que não é necessário, mas acredite, a terapia ajuda muito, assim como ter um hobby para eliminar o estresse. Leia, caminhe, faça exercícios, assista algo que goste e durma bem, pelo menos 6 horas por dia. 

Quando um médico está bem fisicamente e mentalmente, é capaz de deixar seus pacientes bem. Então, cumpra o juramento que você fez por ocasião da formatura e se certifique de que está cuidando de si, a fim de fornecer  cuidado no mais alto padrão às outras pessoas.

Fundação Cristiano Varella 728

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui