Hospital referência em ortopedia no Rio de Janeiro vai operar 100 pessoas durante mutirão

182

Começa hoje (17), em todo o Brasil, um mutirão nacional de cirurgias ortopédicas que tem como objetivo reduzir as filas de espera por procedimentos de média a alta complexidades desse tipo de especialidade. A ação termina na próxima sexta-feira (21).

No estado do Rio de Janeiro, a expectativa do Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu, na cidade de Paraíba do Sul, única unidade do estado a participar do mutirão nacional, é atender a aproximadamente 100 pessoas durante a ação.

Durante o mutirão, médicos especialistas realizarão cirurgias de ombro, de joelho, da mão, da coluna, do pé e do quadril.

O coordenador do Serviço de Ortopedia do Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu, Marco Antônio Rocha, explicou que a unidade iniciou o mutirão no última sábado (15) e vai terminar no domingo (23) para atender à demanda de pacientes. De acordo com ele, desde sábado, 15 pacientes já foram atendidos.

” Na verdade nós temos nossa demanda e a gente não teria como dar conta nos dias da semana. Para a gente poder contemplar o maior número de pacientes, a gente vai atender também no fim de semana, senão o hospital não teria estrutura para dar conta”, disse.

Segundo Rocha, a unidade realizou este tipo de ação no mês de julho e há previsão para que ela ocorra também em novembro.

” O resultado foi excelente e os pacientes foram beneficiados. A gente aumentou o movimento cirúrgico. Naquela ocasião, conseguimos cumprir algumas demandas que tinham sido solicitadas pela Secretaria Estadual de Saúde”, disse.

O Hospital Estadual de Traumatologia e Ortopedia Dona Lindu é referência em cirurgias ortopédicas de média e alta complexidade e tem uma equipe formada por 88 médicos.

Agencia Brasil

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui