Profissionais do Ipsemg fazem alerta sobre a diabete

215

Adotar um estilo de vida saudável é a principal medida para prevenir a doença

O Novembro Azul também é considerado o mês internacional de conscientização sobre a diabetes. De acordo com a Federação Internacional da Diabetes (IDF), o Brasil é o quinto país em incidência da doença no mundo, com 16,8 milhões de doentes adultos.

Dado que acende um sinal de alerta para a urgência nos cuidados com a saúde, como “adotar um estilo de vida saudável, alimentação balanceada, sem excesso de açúcares e gorduras, prática regular de atividade física e cuidado quanto a sobrepeso e obesidade”, explica a médica residente em Endocrinologia, Manuela Resende Costa Castro, do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg).

Os sintomas da diabetes estão relacionados à fome frequente, sede constante, formigamento nos pés e mãos, vontade de urinar diversas vezes ao dia, perda de peso, infecções, feridas que demoram para cicatrizar e visão embaçada.

O diagnóstico é realizado por meio de exames de sangue ou glicemia capilar como glicemia de jejum, hemoglobina glicada ou teste de tolerância oral a glicose. “Esses exames são solicitados para rastreio, de acordo com indicação médica, ou para aqueles com sintomas compatíveis com a doença”, reforçou Manuela.

Quanto àqueles que já possuem a doença, a enfermeira Silvia Simões Tanos, também do instituto, esclarece que os cuidados prescritos devem ser seguidos rigorosamente.

“Isso engloba ter um estilo de vida saudável, acompanhamento médico regular e uso correto das medicações. Esses pacientes também devem ser vigilantes para evitar as principais complicações do diabetes, que são avaliadas nas consultas, mas que cabem ao paciente cuidado diário com os pés e consultas oftalmológicas anuais”, destacou.

Promoção da saúde

O Departamento de Promoção da Saúde, do Centro de Especialidades Médicas (CEM), unidade própria do Ipsemg, em Belo Horizonte, realiza de duas a três vezes no ano o grupo on-line para orientações sobre o diabetes.

O encontro, conduzido por uma equipe multidisciplinar, é destinado aos beneficiários do instituto que têm diabetes. Para participar é preciso se inscrever por meio do site do instituto ou contato direto com a equipe administrativa pelo telefone (31) 3247-3350.

Além deste grupo, o paciente diabético conta com uma equipe de enfermagem no CEM que realiza trabalho de educação em saúde, monitoramento e avaliação dos pés, mediante agendamento prévio no (31) 3247-3350. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira das 7h às 16h.

Agência Minas

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui