Regional de Saúde de Manhuaçu realiza 23ª reunião do Colegiado Gestor Regional de Saúde Mental CS

364
 
Regional de Saúde de Manhuaçu realiza 23ª reunião do Colegiado Gestor Regional de Saúde Mental

A Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Manhuaçu, por intermédio da Coordenação de Atenção à Saúde (CAS) e Referência Técnica em Saúde Mental, realizou no dia 28 de março na cidade de Manhumirim, a 23ª reunião do Colegiado Gestor Regional de Saúde Mental.

Essa é a primeira reunião de Colegiado de Saúde Mental do ano de 2023 e contou com a participação de gestores, referências técnicas e profissionais que atuam na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) das microrregiões de saúde de Carangola e Manhuaçu e também contou com a participação de referências técnicas das Unidades Regionais de Ponte Nova, Ubá, Leopoldina e do nível central (Belo Horizonte) da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

“No período da manhã realizamos uma reunião de alinhamento com referências SES-MG e visita técnica aos leitos de saúde mental do Hospital Padre Júlio Maria. Já no período da tarde tivemos a plenária de debates e apresentação da RAPS das duas microrregiões”, explicou o superintendente regional de saúde de Manhuaçu, Juliano Estanislau Lacerda.

“Nosso objetivo, enquanto SES-MG e Unidade Regional de Saúde, é promover uma rede de assistência à saúde que seja integral, que atenda todos os níveis de complexidade e que tenha um atendimento humanizado”, finalizou o superintendente.

A referência em Saúde Mental da SRS Manhuaçu, Marcos Alexandre de Faria Moreira, frisou a importância do colegiado na consolidação da política estadual de saúde mental no território.

“A proposta é garantir a livre circulação das pessoas pelos diversos pontos de atenção a RAPS, pautada no acolhimento e cuidado de pessoas com transtornos com transtornos mentais e necessidades decorrentes do uso prejudicial de álcool e outras drogas e o colegiado é o responsável por esse alinhamento” explicou Marcos Alexandre.

“Tivemos oportunidade de discutir leitos e o funcionamento da rede, além de repassar orientações, falar da história da saúde mental e ouvir as experiências exitosas em saúde mental. Conhecer a realidade no território e ver de perto a aplicação da política estadual de saúde mental faz toda diferença”, destacou Adriana Aparecida Farias Neves Martins, referência técnica da Diretoria de Saúde Mental, Álcool e outras drogas da SES-MG.

Colegiado Gestor Regional de Saúde Mental e Rede de Atenção Psicossocial (RAPS)

O Colegiado Gestor Regional de Saúde Mental é um espaço aberto à participação social nas ações desenvolvidas na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). Podem participar servidores e representantes da sociedade civil. O encontro do Colegiado ocorre seis vezes ao ano e tem a finalidade de propor iniciativas e ações de gestão da RAPS para fortalecer a Política de Saúde Mental do Estado de Minas Gerais, com análise criteriosa da rede e os diversos atores envolvidos como municípios, unidades de saúde, sociedade civil e profissionais de saúde.

A RAPS é composta por diversos pontos de atenção, tais como: os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS); os Serviços Residenciais Terapêuticos (SRT); os Centros de Convivência e Cultura (CCC); as Unidades de Acolhimento (UAa e UAi) e os leitos de atenção em hospital geral.
Comunicação Social SRS de Manhuaçu

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite um comentário
Por favor digite seu nome aqui